BLOG
Problemas oculares mais comuns em cada faixa etária
21/11/18

Diferente do que muitas pessoas pensam, os cuidados com a saúde dos olhos não devem ser tomados apenas quando há a presença de algum sintoma: a prevenção deve começar desde a maternidade! Isso porque existem diversas condições ao longo da vida que, quando não tratadas, podem resultar em problemas maiores.

 

Conheça os problemas oculares mais comuns em cada faixa etária:

 

Bebês e crianças

Nessa fase da vida, é muito difícil notar os problemas de visão, já que os pequenos não sabem expressar o que estão sentindo com muita facilidade. Por isso, é essencial se atentar ao modo como eles estão agindo, para identificar se há algo de errado. Entre os principais problemas oculares nessa faixa etária estão:

 

  • Miopia

A condição é caracterizada pela dificuldade da criança em enxergar bem de longe. Pode-se observar quando a criança faz a troca de letras do alfabeto, como o P pelo F, o H pelo M e o O pelo D, por exemplo.

 

  • Hipermetropia

Ao contrário da miopia, a hipermetropia é identificada quando há a dificuldade de enxergar objetos próximos. Os bebês e crianças que apresentam esse distúrbio detém de percepções borradas e, ao forçar a visão para enxergar, podem sentir dores nos olhos, de cabeça e até mesmo lacrimejar excessivamente, além de piscar os olhos de modo mais frequente.

  • Astigmatismo

Os bebês e crianças que possuem astigmatismo têm dificuldade para enxergar tantos os objetos de perto como os que estão longe, já que a condição deixa a visão embaçada. Com isso, pode haver sensibilidade à luz e dificuldade para interagir com outras crianças nas brincadeiras típicas da idade, por exemplo.

Adolescentes e jovens adultos

Ambos adolescentes e adultos possuem problemas oculares semelhantes. Dentre eles, também estão a miopia, o astigmatismo e a hipermetropia, assim como em bebês e crianças, além de outro problema frequente:

 

  • Conjuntivite

Inflamação que pode afetar um ou dois olhos de modo simultâneo, a conjuntivite atinge a membrana fina e transparente que reveste a parte da frente do globo ocular (o branco dos olhos) e o interior das pálpebras, denominada conjuntiva.

 

A condição merece atenção redobrada, pois quando não tratada corretamente pode levar à perda da visão.


Adultos e idosos

Algumas doenças oculares específicas que costumam aparecer na meia e na terceira idade precisam ser tratadas com atenção. São elas:

 

  • Presbiopia

Conhecida popularmente como vista cansada, a presbiopia é indicada como a perda progressiva da elasticidade do cristalino, uma lente natural dos olhos que, quando ausente, dificulta a focalização correta de objetos próximos. O distúrbio pode ser notado a partir dos 40 anos.

 

  • Catarata

A catarata nada mais é do que a opacificação do cristalino do olho, que resulta em visão nublada que prejudica as atividades diárias dos indivíduos acometidos.

 

  • Degeneração macular

Principal causa de perda da visão na terceira idade, a degeneração macular exibe um embaçamento na vista, acompanhado de distorção de formas.

 

Consulte-se periodicamente com um oftalmologista para o diagnóstico precoce dessas doenças.

Deixe seu comentário
Nome
Email
Mensagem